Política de Privacidade do INDES

Política de Privacidade do INDES

No INDES, nos preocupamos com a confidencialidade e segurança de suas informações pessoais, colocando nossos melhores esforços para manter suas informações seguras.
Através desta Política de Privacidade, informamos aos usuários do site www.indes.org e www.indesvirtual.iadb.org sobre o tratamento e uso dos dados pessoais que recebemos, para que possam decidir livremente se desejarem fornecer as informações solicitadas.


No que diz respeito aos usos e propósitos, informamos que, ao preencher e enviar os formulários de inscrição e consentimento, os dados e as informações fornecidas serão incorporados em um arquivo informatizado, para o gerenciamento da plataforma em si, com o objetivo de analise os dados do resultado e enviar aos usuários, informações sobre qualquer uma de nossas atividades e serviços relacionados aos cursos.


O INDES não repassará a terceiros, qualquer tipo de dados ou informações, relacionadas aos seus usuários. Os dados coletados através da Web só serão transferidos nos casos em que o usuário seja expressamente informado.


Nós informamos que os comentários ou outras informações postadas pelos usuários em nossos fóruns, wikis e outras áreas do site projetadas para comunicações públicas ou comunicações entre membros registrados, podem ser vistas e baixadas por outros usuários que visitam o site.


O usuário pode exercer os direitos de acesso, retificação, cancelamento e contestação. Para exercer esses direitos, os usuários podem contatar o centro de ajuda INDES HELP.


Por meio da presente política, o usuário declara que ele / ela conhece, consente e autoriza expressamente a incorporação de seus dados pessoais e o tratamento de seus dados, com os propósitos expressos.


A INDES reserva-se o direito de modificar esta política para adequá-la à nova legislação, critérios jurisprudenciais, práticas do setor ou interesses da entidade. Qualquer modificação na mesma será anunciada com a devida antecedência, para que o usuário tenha conhecimento integral do seu conteúdo.


Como usamos vários fornecedores de softwares, abordamos problemas de privacidade através do software usado em nosso sistema:

Políticas e boas práticas sobre acessibilidade

Quando falamos de acessibilidade, nos referimos à capacidade de apresentar os conteúdos do nosso site as pessoas com alguma limitação ou necessidade especial, que os impede de usar a informação disponível de forma tradicional e, portanto, necessita de apoio técnico especializado.


O objetivo deste documento é estabelecer as políticas e boas práticas de acessibilidade realizadas pelo INDES, para desenvolver seus cursos on-line, com o propósito de que nosso ambiente virtual de aprendizagem seja acessado sem problemas, por todas as pessoas interessadas.

Objetivos

O objetivo do INDES é garantir que toda a oferta de cursos e treinamentos e suas atividades e materiais utilizados para alcançar os objetivos de aprendizagem de nossos cursos sejam ajustados às pessoas com algum tipo de deficiência. O objetivo das Melhores Práticas na política de Acessibilidade da INDES é criar uma metodologia que assegure a facilitação de medidas necessárias para que nossos cursos sejam facilmente acessíveis para todos os alunos on-line.


O INDES tem o compromisso firme de não excluir qualquer pessoa ou negar o acesso aos nossos cursos devido a qualquer deficiência que as pessoas possam sofrer, utilizando a tecnologia apropriada para que o desenvolvimento de nossos cursos on-line esteja disponível a qualquer usuário.

Responsabilidade

Para realizar com êxito as mudanças que implicam a acessibilidade ao nosso site, e como demonstração do nosso compromisso em matéria de acessibilidade na Web, o INDES decidiu nomear um Coordenador de Acessibilidade WEB, que é o responsável neste assunto no departamento, estando o mesmo bem informado sobre acessibilidade e padrões de acessibilidade digital, e que está permanentemente informado sobre qualquer atualização ou alteração no assunto.

Esta pessoa se encarregará de identificar problemas de acessibilidade e propor soluções, coordenando as responsabilidades do INDES em relação à acessibilidade, e delineando as normas e diretrizes para o projeto universal de materiais digitais, promovendo uma cultura de inclusão.

Plano de trabalho

Para proporcionar um serviço de melhor qualidade, é necessário aderir às diretrizes estabelecidas pelo W3C para o Desenvolvimento de Websites e usar padrões internacionais.
Trabalhamos para que nossa plataforma de aprendizagem (http://indesvirtual.iadb.org/) acompanhe as diretrizes de acessibilidade da web ("WCAG") 2.0 AA, publicadas pelo World Wide Web Consortium. As páginas principais já estão em conformidade com essas recomendações e o trabalho é feito para tornar acessível o restante das páginas e cursos.


O processo de desenvolvimento das recomendações enunciadas por este consórcio pode ser um pouco complexo e, eventualmente, caro, por isso estamos adotando a introdução de melhorias em questões de acessibilidade como um processo contínuo.


Para alcançar nossos objetivos, fizemos um plano de trabalho que nos permite constantemente revisar e atualizar a acessibilidade do site para melhorar nossos serviços:

1. Avaliação inicial do site

O INDES está empenhadado em fazer uma avaliação rigorosa da sua plataforma de aprendizagem que permita estabelecer o grau em que a plataforma está localizada, ver os pontos que ela satisfaz e as melhorias a serem feitas. Essas melhorias são ordenadas de acordo com sua prioridade ou impacto na acessibilidade do site, a fim de estabelecer a ordem em que serão abordados na fase de implementação.

2. Implementação

Nesta fase, é abordada a incorporação das recomendações e qualquer modificação que permita resolver os erros detectados na etapa anterior. O primeiro incremento começa abordando os pontos de verificação de prioridade mais alta e, em seguida, continua com os pontos que têm a próxima prioridade.

3. Verificação

Uma vez concluída a fase de implementação, a mesma será avaliada, à medida que cumprirmos os pontos de verificação identificados na fase 1, para o qual é necessário aplicar novamente algumas avaliações.

4. Manutenção e treinamento

O INDES periodicamente revisará o site, a fim de continuar oferecendo a maior possibilidade na acessibilidade da nossa plataforma de aprendizagem. Ao mesmo tempo, qualquer pessoa que trabalhe para o INDES na preparação ou entrega de cursos, receberá o treinamento necessário para manter padrões de acessibilidade durante o desenvolvimento de seu trabalho.

Princípios de acessibilidade

O INDES trabalha em três princípios básicos para a acessibilidade de pessoas com necessidades especiais para sites da Web, que são à base das recomendações ou diretrizes sobre acessibilidade:

  • Compreensibilidade: Trabalhamos para que os conteúdos da nossa plataforma de aprendizagem sejam facilmente compreendidos por uma pessoa com dificuldades especiais.
  • Navegabilidade: Tentamos maximizar a acessibilidade e a utilidade de uma página da Web com mecanismos compreensíveis para navegar e entre páginas.
  • Robustez: Pretendemos que a acessibilidade seja contínua e duradoura ao longo do tempo, implementando grande parte dos padrões, permitindo a compatibilidade das tecnologias utilizadas para a construção de um site e a ajuda técnica que serão fornecidas aos usuários de necessidades especiais.

Boas práticas de acessibilidade no design de nossos cursos on-line

O INDES tem como objetivo atingir os níveis máximos de acessibilidade, e para isso começou a implementar boas práticas em seus cursos, para garantir esse serviço. Atualmente estamos trabalhando em 3 níveis:

1. Web design

  • Criamos cursos dentro do sistema de gerenciamento de cursos aplicando critérios WCAG 2.0. O WCAG 2.0 publicado em dezembro de 2008 pelo World Wide Web Consortium (W3C), uma comunidade internacional de especialistas, que trabalharam em conjunto para desenvolver padrões da WEB. Pretendemos cumprir entre outros, os seguintes requisitos:
  • Alternativas de texto: Fornecer alternativas textuais para qualquer conteúdo não textual (imagens, vídeos, ícones, etc.) para que possa ser transformado em outras formas que as pessoas precisam, como impressão em grande, Braille, idioma, símbolos ou linguagem mais simples.
  • Separação de estrutura, design e conteúdo: uma das diretrizes mais eficazes para garantir a acessibilidade e usabilidade da WEB.
  • Áudio e Vídeo: Fornecer alternativas para áudio e vídeo. Fornecendo legendas ou uma transcrição.
  • Arquitetura da Web: a opção de trabalhar com quadros e janelas flutuantes (pop-ups) é rejeitada. Em ambos os casos, são técnicas que introduzem complexidade e que trazem apenas vantagens de tipo estético.
  • Distinguível: facilitamos para que os usuários possam ver e ouvir, usando esquemas de cores que facilitam a diferenciação de primeiro plano e fundo. Tentando esta meta, todas as seções são projetadas em cores de alto contraste, origens simples, fontes claras, etc.
  • Teclado acessível: torne toda a funcionalidade disponível em um teclado. As páginas da WEB devem ser navegáveis usando batidas de teclas individuais. Isso permite que pessoas com controle motor limitado, usem o site e garantam que com tecnologia assistida, possa navegar pelas páginas.
  • Tempo suficiente para ler o conteúdo em ação: tentamos evitar que os espaços se movam no site. Mas, se necessário, tentamos fornecer aos usuários tempo suficiente para ler e usar o conteúdo em movimento, ou dar a possibilidade de interromper a ação.
  • Não usamos conteúdo intermitentes e / ou piscando, pois isto pode causar convulsões.
  • Navegável: fornecemos maneiras de ajudar os usuários a navegar, encontrar conteúdo e determinar onde estão, usando uma estrutura de organização de link da web que é lógica e não redundante.
  • Conteúdo legível: cuidamos do texto sem informações desnecessárias ou termos estrangeiros, sem letras cursivas, evitando o uso excessivo de vários estilos de textos ou cuidando o design das tabelas de maneira mais simples possível, sem dividir células, com títulos claramente rotulados, etc.
  • Previsível: tentamos fazer com que nossas páginas da WEB apareçam e operem de forma previsível. Uma estrutura claramente definida, perfeitamente identificável, que é repetida sistematicamente em todos os documentos ou páginas, permitirá ao usuário saber em todos os momentos, em que local do monitor ou sua interface está o componente que procura e em que lugar o site está.
  • Compatível: maximizamos a compatibilidade com os dispositivos dos usuários, incluindo os auxiliares técnicos. Todo o conteúdo deve ser utilizado tanto pelas plataformas PC e MAC, como também pelos dispositivos móveis usados com frequência. Além do uso de vários navegadores, antigos e novos.
  • Otimização : Buscamos Otimizar a programação para um carregamento rápido da página: esse recurso será especialmente apreciado pelos usuários com conexões lentas.
  • Formulários: identificamos cada rótulo com seu controle, e instruções claras são dadas para seu uso e para evitar interpretações erradas dos campos.
  • Fornecemos treinamento anual para a equipe de suporte técnico do INDES para garantir o cumprimento do WCAG 2.0 AA.
  • Nós mantemos um ou mais consultores com conhecimentos WEB sobre acessibilidade, responsáveis pela avaliação anual da plataforma de aprendizagem: http: //indesvirtual.iadb.org/

2. Cursos

  • Nós fornecemos um link para a política de acessibilidade do site em cada curso e nas páginas de informações de registro.
  • Os novos cursos passam pelo processo de revisão técnica antes de serem oferecidos aos estudantes. As ferramentas que podem ser usadas para avaliar a acessibilidade incluem: WAVE, Color Contrast Checker e Colorblind Web Page Filter.
  • Os documentos e arquivos fornecidos em nossos cursos, como arquivos Adobe PDF e arquivos do Microsoft Office (por exemplo, Word, Excel, PowerPoint) devem estar de acordo com as diretrizes mencionadas acima e estar alinhados com o Guia de Educação a Distância acessível publicado por Georgia Tech Research , por iniciativa da Educação a Distância Acessível (GRADE).
  • A Identificação de documentos: como regra dentro de cada documento, os seguintes elementos serão especificados através dos rótulos correspondentes:
    • Título do documento: Nome do documento.
    • Descrição: Breve resumo do conteúdo do documento.
  • Se fornecermos links externos necessários para a aprendizagem dos alunos, verificamos se eles atendem às diretrizes mencionadas acima. Além disso, os links devem ser testados.
  • Nossos tutores recebem o treinamento necessário em acessibilidade, fornecendo orientação organizacional que incorpora os princípios de acessibilidade na concepção do curso e materiais, e tendo o suporte técnico da equipe INDES, ao longo do curso, para qualquer dúvida que possa estar relacionada.

4. Atenção

  • Os Técnicos INDES : Contribuem para rever versões alternativas de conteúdo antes do início do curso e resolver problemas técnicos durante o curso. Fornecem apoio imediato a estudantes e tutores no centro de ajuda INDES HELP, quando tiverem dificuldades de acessibilidade.
  • Assistência de acesso on-line: abaixo fornecemos um formulário para usuários nos ajudarem a identificar problemas de acessibilidade e corrigir erros.

Como usamos vários provedores, abordamos as questões de acessibilidade através dos softwares usados em nosso sistema:

  • Moodle
  • Turnitin
  • Adobe Acrobat
  • MS Office
  • Youtube
  • Webex
  • Voki (O Voki não possui uma política de acessibilidade explícita disponível ao público, mas a acessibilidade faz parte de suas considerações, em seu descritivo. No INDES os cursos virtuais não usam o Voki como o único canal de qualquer conteúdo específico e atenderão a qualquer solicitação que seja necessária em relação a esta tecnologia, no caso de problemas de acessibilidade, de acordo com nossa política geral descrita acima. O Voki raramente é implementado nos cursos on-line da INDES)

Integridade acadêmica

O documento a seguir aborda os seguintes tópicos:

Integridade acadêmica
Desonestidade acadêmica
Procedimentos a serem realizados quando houver suspeita de desonestidade acadêmica
Ações disciplinares em caso de desonestidade académica
Processo de recurso
Ferramentas para a prevenção da desonestidade acadêmica

Introdução

O Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID como líder em capacitação profissional em questões relacionadas ao desenvolvimento na América Latina e no Caribe, oferece cursos com padrões de alta qualidade, no atendimento das necessidades específicas de aprendizagem de seus participantes.


Para garantir que os padrões de integridade acadêmica sejam mantidos em níveis elevados, convidamos você a rever esta política com o propósito de compreender os fundamentos da integridade acadêmica e ter ciência das ações que serão tomadas, quando os casos de plágio ou desonestidade académica forem detectados.


A seguinte política descreve a integridade, na perspectiva acadêmica e os procedimentos que serão realizados quando forem encontradas evidências concretas de plágio ou desonestidade acadêmica.

I. Sobre a integridade acadêmica

O INDES define a integridade como um conjunto de valores que reflete ações honestas, respeitosas, responsáveis e assertivas. Queremos que as ações de nossos participantes mostrem os seguintes valores:

  • Honestidade: conhecimento manifesto de cada uma das decisões ou ações tomadas para elaborar atividades, reconhecendo as ideias e palavras de outros, referenciando as fontes correspondentes.
  • Respeito: oportunizar um ambiente que promova honestidade e comunicação aberta, e o reconhecimento do trabalho dos outros.
  • Responsabilidade: considerar ações e decisões durante a preparação de todas as atividades, tendo em mente que a desonestidade acadêmica e o plágio não serão aceitos em nossos cursos de capacitação e treinamento.
  • Assertividade: atuar de acordo com as regras, identificando os critérios estabelecidos, para manter uma relação adequada entre os participantes e o INDES.

A seguinte informação descreve a política relacionada à identificação, comunicação e como agir em casos de desonestidade acadêmica. Inclui processos e procedimentos e define os papéis que a equipe do BID e os participantes terão nessas situações.

II. Desonestidade acadêmica

A desonestidade académica é definida como a incapacidade de manter a integridade em um espaço de treinamento. Inclui as seguintes situações, mas não se limita a estas:

  • Plágio: será identificado, mas não limitado, as seguintes ações, que podem ou não ser intencionais:
    • Copiar e colar textos de qualquer documento on-line sem usar aspas e sem citar a fonte de forma adequada.
    • Copiar textos de qualquer fonte (em formato impresso ou digital) sem o uso de citações e sem citar a fonte de forma adequada.
    • Apresentar o trabalho de outra pessoa em seu próprio nome.
    • Omitir a citação correta de recursos, informações e ideias.
    • Editar textos ligeiramente (mudando algumas palavras ou ordem das palavras) que vêm de uma fonte externa, sem fornecer a citação correta.
    • Traduzir os textos sem fornecer a citação correta da fonte original.
  • Desonestidade: será identificada, mas não limitada, as seguintes ações:
    • Oferecer subornos para a preparação de tarefas e apresentá-las parcial ou totalmente como sua.
    • Comprar ou adquirir resultados de testes.
    • Solicitar certificados ou diplomas fingindo ser outra pessoa.
  • Trapaça: dentro de um contexto acadêmico, a trapaça é definida como um comportamento intencional, que busca um benefício pessoal e vai contra os princípios éticos da instituição educacional.
  • Violação de documentos: dentro de um contexto acadêmico, a falsificação de documentos é definida como um ato de manipulação de informações para aprovar os requisitos de registro e / ou obter diplomas ou certificados da instituição educacional, sem ter preenchido corretamente os requisitos exigidos.

III. Procedimentos a serem realizados quando houver suspeita de desonestidade acadêmica

No INDES entendemos que os processos de aprendizagem são uma parte decisiva da formação profissional e da vida em geral. No INDES, além de utilizarmos processos punitivos quando houver desonestidade acadêmica e apontar o ato em si, estamos interessados em promover oportunidades no ambiente de aprendizagem, para o crescimento profissional, durante o processo de instrução e a avaliação das atividades.
Tendo isto em mente, os seguintes procedimentos são utilizados quando há suspeita de desonestidade acadêmica:

  1. Informar a suspeita de desonestidade acadêmica: no caso de um instrutor ou tutor da INDES suspeitar que um ou mais participantes do curso estejam relacionados a qualquer ato de desonestidade acadêmica, a suspeita deve ser reportada ao coordenador do curso, juntamente com a prova apropriada.
  2. Informar ao participante da suspeita: O coordenador notificará o (s) participante (s) no prazo de 3 dias úteis após o relatório recebido da suspeita de desonestidade acadêmica. O participante terá a oportunidade de apresentar defesa/contestação no prazo de 3 dias úteis a contar da notificação recebida. O participante pode continuar participando do desenvolvimento do curso e permanecer no curso até completar o processo de validação da falha identificada.

Validar o ato de desonestidade acadêmica: o coordenador terá 7 dias (após a primeira notificação) para analisar e decidir sobre o caso. O coordenador solicitará documentos como prova ao tutor para apoiar o caso. Se depois de receber a justificativa e revisar a documentação fornecida, o coordenador identificar que não houve ato de desonestidade acadêmica, o caso será encerrado imediatamente. Se, no entanto, o coordenador verificar que os documentos confirmam a suspeita de desonestidade acadêmica , a justificativa do participante não irá altera o resultado e o coordenador irá notificar o participante no prazo de 7 dias úteis à partir da data de notificação, com a decisão do resultado e as respectivas ações disciplinares. (veja abaixo).

IV. Ações disciplinares em caso de desonestidade acadêmica

Nos casos em que o ato acadêmico foi validado e a desonestidade acadêmica foi comprovada, uma ou mais dessas ações disciplinares serão aplicadas:

  • Solicita-se ao participante a entrega total ou parcial de nova atividade / tarefa a ser entregue em curto período de tempo. A nova entrega será avaliada dentro da qualificação de 100% atribuída à atividade, ou dentro de um intervalo reduzido.
  • Redução imediata da qualificação da atividade em questão. O valor da redução será determinado pelo coordenador, em consulta ao tutor do curso, de acordo com a particularidade do caso.
  • Uma qualificação de ZERO da atividade / tarefa em questão.
  • Uma repreensão sem modificação na qualificação. A tarefa será aceita e qualificada e o participante será avisado sobre a gravidade do incidente, com a possibilidade de ser excluído, no caso de esta situação se repetir.
  • Finalizado em circunstâncias em que o caso é repetido. Nesses casos, será negado ao participante a possibilidade de realizar futuros cursos INDES dentro de um intervalo de tempo específico.

V. Processo de recurso

In cases where the participant does not agree with the decision made by the coordinator, s/he can start an appeals process within three business days after the final decision. This will be done via email directly to the coordinator, through which the participant should state why his/her work should be re-considered.

Mapa

VI. Ferramentas para a prevenção da desonestidade acadêmica

Com o objetivo de promover uma cultura de integridade acadêmica dentro dos cursos INDES, oferecemos abaixo uma lista de ferramentas que fornecem informações detalhadas sobre como evitar desonestidade acadêmica e plágio.

1. Como fazer referências e citar bibliografia no formato APA?

http://normasapa.com/como-hacer-referencias-bibliografia-en-normas-apa/

2. Exemplos de diferentes formatos usados para citar recursos

http://www.redalyc.org/comocitar.oa?id=27012440002

3. O que é Turnitin?

É um software utilizado pelo INDES para detectar possíveis plágios durante suas atividades acadêmicas nos cursos on-line do INDES. Esta ferramenta, que faz parte da nossa plataforma de aprendizagem on-line, permite ao participante visualizar seu trabalho e melhorar a sua escrita, ao mesmo tempo em que dá ao tutor a oportunidade de detectar casos de plágio.

4. Como evitar o plágio (http://www.javerianacali.edu.co/evitar-el-plagio-es-muy-sencillo

Nota: Para citar corretamente de fontes bibliográficas, existe uma variedade de formatos e padrões. O formato selecionado pelo INDES é conhecido como o formato APA, atualmente em sua 6ª edição. A Internet oferece sites diferentes com informações sobre como usar o formato APA corretamente.

Fontes de consulta:

• Medina, M. & Verdejo, A. (2011). Estratégias e recomendações para a prevenção do plágio no contexto universitário. Retirado de http://cea.uprrp.edu/wp-content/uploads/2013/05/estrategias_y_recomendaciones_en_prevencion_del_plagio_finalseg.pdf
• Universidade Nacional (2015). Desonestidade académica e plágio. Retirado de https://www.nu.edu/OurPrograms/studentservices/StudentConduct/AcademicIntegrity.html
• Rede de revistas científicas da América Latina e do Caribe, Espanha e Portugal. (2015). Como citar com diferentes formatos. Retirado de http://www.redalyc.org/comocitar.oa?id=27012440002
• Tecnológico de Monterrey (s.f.). Plágio, desonestidade acadêmica e trabalho colaborativo. Retirado de http://www.cem.itesm.mx/consulta/plagio/
• A Universidade de Sydney (2011). Deslealdade acadêmica e plágio na política de cursos. Retirado de http://sydney.edu.au/policies/showdoc.aspx?recnum=PDOC2012/254&RendNum=0
• University of Maryland University College (2015). Desonestidade académica e plágio. Retirado de https://www

Última atualização: quarta, 18 Jul 2018, 14:54